Arquivo da categoria: PROFISSIONAL

À Procura da Felicidade

feliz1

Ser feliz! Esse é o maior objetivo da vida.  Mas qual seria o seu motivo de felicidade?  Podemos perceber diferentes percepções de felicidade na vida das inúmeras pessoas que convivem ao nosso redor. Alguns trabalham para serem mais felizes. Alguns casam-se para se sentirem mais felizes. Há ainda alguns que buscam afirmações e reconhecimento das pessoas para experimentarem o sentimento da felicidade.

Outros buscam elogios, fama, dinheiro, poder, riquezas, religião, aventuras, bem-estar, exercícios físicos, amizades e tantas outras coisas, como meio de achar a felicidade. Infelizmente, muitos se perdem nos vícios, na criminalidade, na liberalidade e na libertinagem, tentando achar um sentido para a vida, pois estes não acham graça na vida que levam.

É paradoxal que em um mesmo ambiente, pessoas que vivem no mesmo estilo de vida encontrem motivos diferentes para definir o nível de felicidade. Já vi casas de berços esplendidos, em que muitos perderam a razão de ser feliz, mesmo tendo toda facilidade financeira que as riquezas oferecem. E também já vi pobres, morando em condições sub-humanas, demonstrarem estranha e sincera alegria de coração. Estranha, pelo contexto nada favorável à existência humana.

Uma das conclusões que tenho é a de que cada pessoa tem um conceito pessoal e íntimo de felicidade. E cada ser humano precisa descobrir o que realmente o deixa feliz. Uma dica que eu posso deixar aqui, para que encontremos a felicidade, é que cada um de nós descubra o propósito da existência no mundo. Precisamos achar a missão de nossa passagem na vida e então partir para a realização desta missão. Entendo que somente assim encontraremos o caminho da felicidade.

aprocuradafelicidade2CINE COACH – Um dos grandes filmes que já assisti, e que retrata o que estou dizendo nesse post, é o filme de Will Smith, “À Procura da Felicidade”. O filme é baseado numa história verídica e apresenta a história de um homem que estava enfrentando diversos problemas e conseguiu superá-los.

Tudo o que tinha de acontecer de errado com ele, basicamente aconteceu. Por causa dos problemas financeiros, e  diversas discussões, a mulher resolve deixa-lo. Ele fica com o filho e tem a responsabilidade de sustentar e cuidar do menino. Para piorar a situação, ele perde o carro, não consegue pagar o aluguel. E por não pagar as multas acaba preso. Depois de passar um dia na prisão, ele procura um emprego numa empresa muito reconhecida, empresa de investimentos.

Depois de mostrar muitos outros desafios, o filme revela um final, onde depois de tanto estudar e trabalhar duro no estágio, o homem consegue ser efetivado na empresa, alcança um sonho e de certa forma, encontra a Felicidade. O filme termina expondo que ele monta a própria empresa e se torna um milionário.

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – Master Coach

 

 

3 coisas que não devemos desperdiçar

Apressado 2

Há três coisas na vida que são importantes para nós, e que sem dúvida alguma não podemos cometer o erro de desperdiça-las. São elas, o Tempo, a Energia e o Dinheiro. Se perdermos uma dessas coisas, certamente afetaremos diretamente nas demais.

TEMPO – O Tempo é extremamente importante e desperdiçar um segundo, ou até mesmo um milésimo de segundo, pode significar a mudança de uma história. Seja ela para o sucesso ou para o fracasso. Que diga os corredores de velocidade, como Formula 1, Fórmula Indy, Motociclismo ou corredores de esportes olímpicos. Uma fração de segundos pode significar a vitória ou a derrota. Então tempo é uma coisa primordial para cuidarmos em nossas vidas, pois todo tempo que passou não volta nunca mais. Devemos aprender a gerir bem o tempo de 24h que temos disponível todos os dias.

ENERGIA – A Energia pode abranger muita coisa importante na vida do ser humano. A saúde física que depende de toda saúde, de toda força e vigor. As emoções que promovem a energia nos relacionamentos e por isso requerem muito esforço para protegermos bem os vínculos das amizades e dos laços familiares, através da Inteligência Emocional. Ir em busca das curas nas emoções é um investimento extremamente importante que deveríamos fazer todos os dias. Quantos casamentos perderam a felicidade, a energia, a saúde, a força e o vigor e por isso marido e mulher deixam de continuar construindo a instituição mais preciosa da vida?

4.1.1

Tempo é dinheiro.

DINHEIRO – E por último, o dinheiro completa a trinca. o Ministério da Saúde adverte: Perder dinheiro não faz bem a saúde. O dinheiro representa na verdade a força comercial que possuímos na sociedade. Sem dinheiro, não temos poder de compra e consequentemente surgem os limites que podem influenciar na nossa falta de alegria, e por consequência a perda de tempo, na tentativa de suprir a necessidade. Nesse momento, dependendo da inteligência emocional (energia), a pessoa pode entrar numa série de problemas, incluindo o desânimo, a desmotivação e a depressão.

O que podemos perceber que nessa trilogia, é que cada área afeta a outra colaborando para o desgaste emocional, para a falta de administração do tempo e também para a má distribuição dos recursos.

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – MASTER COACH

Etiquetado , , ,

7 passos para estabelecer suas metas

metas1

Nesse começo de ano, quero trazer 7 passos para você estabelecer as suas metas para o ano de 2016.

Passo 1 – DEFINA OS SEUS OBJETIVOS

  • Quais são seus sonhos? O que você quer conquistar? Onde espera chegar?
  • Lembre-se, porém, que seu objetivo deve ser SEU e depender do seu esforço e dedicação.
  • Cuide também para não definir muitos objetivos.
  • Portanto, caso você tenha muitos objetivos, priorize os mais importantes ou o que deseja atingir primeiro.

Passo 2 – TRANSFORME SEUS OBJETIVOS EM METAS SMART: 

O próximo passo é transformar seus objetivos em metas SMART:

  • Específica (S)
    • É muito comum ouvir o líder dizer “precisamos vender mais, produzir mais, reduzir mais orçamento“, mas, em quê? Vender mais o quê?
    • É preciso definir claramente, sendo específico na definição da meta.
  • Mensuráveis (M)
    • isto é, metas mensuráveis. O desejo de muitos: “quero ganhar dinheiro este ano“. Tudo bem, mas quanto dinheiro você quer ganhar?
  • Alcançaveis (A)
    • A maioria dos líderes falham neste ponto: estabelecer metas inalcançáveis.
    • O líder muitas vezes determina metas como aumentar a produção em quatro vezes, crescer 50% este ano, mas se esquece de levar em conta a realidade do mercado e da própria empresa.
    • Pergunte-se: “será que temos insumos e equipe para conduzir o atingimento das metas?“. Caso contrário, ao estabelecer uma meta além do que se pode conquistar, pode-se gerar uma desmotivação ao ver que no terceiro mês, nenhuma delas foi alcançada.
  • Relevantes (R)
    • Uma forma de estimular a motivação do liderado é se ele entender que a meta é desafiadora e está ligada ao seu propósito de vida, que o realiza. Metas desafiantes que ao conquistá-las, o liderado tenha orgulho de contar para a família, para os amigos e se sentir importante, que fez parte do sucesso da empresa.
  • Tempo definido (T)
    • Time bound, ou seja, metas com tempo definido. O prazo para conquistar a meta deve ser claro, deve ter data para terminar.
    • O tempo é um fator decisivo para que você consiga ou não atingir a meta.
    • Também lhe dá uma excelente oportunidade de esquematizar ou alocar investimentos de forma adequada.
    • Ao planejar o tempo corretamente, você elimina formas de pensar como “tudo para ontem”, “não tenho tempo para nada”, “ainda hoje”, entre outros.

Passo 3 – ANOTE SUAS METAS E DEIXE-AS EM LUGAR VISÍVEL

  • Não confie em sua memória
  • Após definir suas metas anote todas em uma folha de papel e mantenha esta folha em um lugar visível para que você consiga olhar para elas TODOS OS DIAS.
  • Além de não te deixar esquecer das suas metas isso será também uma motivação para você atingí-las e para manter seu foco no que você deseja.

Passo 4 – Quebre suas metas e objetivos em pequenas tarefas

  • Este é o grande segredo de como atingir metas e objetivos que parecem impossíveis ou realizar sonhos que você julga grandes demais mas também é uma etapa necessária mesmo para “pequenas metas”.
  • “Quebrar” suas metas em pequenas tarefas vai te transmitir a sensação de que o que você quer é realmente possível, além de te mostrar o caminho que você deve trilhar para que isso aconteça.
  • Em outras palavras, sua meta é o “O QUE” você quer e as tarefas te indicam o “COMO” você vai conseguir.

Passo 5 – COMECE A AGIR

  • Esta etapa talvez seja a mais importante de todas.
  • No papel tudo fica lindo. Suas metas são realmente possíveis de serem atingidas e você já tem uma lista de tarefas para cumprir.
  • O problema é que nada disso tem utilidade se você não começar a agir!
  • Seu plano não vai se realizar só porque você anotou suas metas em um pedaço de papel, você deve ser capaz de executar seu plano.

Passo 6 – ACOMPANHE SEU PROGRESSO

  • Além de motivação é necessário também ter disciplina e foco para conseguir atingir suas metas e, para isso, acompanhar seu progresso é fundamental.
  • Assim você vai continuar motivado ao perceber que está evoluindo rumo ao seu objetivo e vai ter tempo de arrumar a direção caso algo esteja saindo do planejado.

Passo 7 – PROCURE AJUDA DE UM COACH

  • Apesar do cumprimento de suas metas depender apenas de você mesmo isso não significa que você não precise ou não possa pedir ajuda a outras pessoas.
  • É sempre muito mais difícil conquistar qualquer coisa sozinho e a ajuda deve ser sempre bem-vinda.
  • Um Coach é um profissional habilitado para ajudar as pessoas atingirem suas metas, com ferramentas importantíssimas que dão mais opções para atingir os objetivos.
  • Através do Processo de Coaching (acelerador de resultados) o Coach te levará a superar os medos, os desafios, as crenças limitantes e alcançarem seus resultados de forma mais rápida.

Se quiser mais informações sobre o Coaching, entre em contato comigo, pelas redes sociais: facebook (ariel nobre), twitter (@arielnobrecoach),  e-mail (arielnobrecoach@outlook.com), aqui mesmo no blog, ou ainda pelos telefones: (92) 98168.0001 e (92) 33085924

Etiquetado , , ,

Coaching – A Geometria do Sucesso

planning1

Qual a menor distância entre dois pontos, A e B? Alguns estudantes de matemática responderiam com propriedade que é uma reta! Outros no entanto, que estudam a geometria analítica diriam que a menor distância entre 2 pontos pode ser calculada pelo Teorema de Pitágoras, que calcula esses pontos que recebem coordenadas no plano cartesiano e por meio dessas coordenadas podemos encontrar o valor da distância entre dois pontos.

Se tivermos no meio da discussão um estudante da Geometria Invisível do Universo, ele dirá que no espaço-tempo, a menor distância entre dois pontos é dada por uma curva chamada geodésica, que é uma linha que só pode ser desenhada em um diagrama. Qualquer corpo em queda, na verdade, está rolando sobre essa curva geodésica. Tal aluno concluiria, portanto, que nem sempre é possível caminhar em linha reta entre dois pontos – é o que impõem os espaços curvos, como, por exemplo, a superfície esférica da Terra, por isso, a menor distância entre duas cidades como São Paulo e Tóquio seria um arco de círculo.

Coaching –  A Geometria do Sucesso

Bom, mas na verdade não estou aqui para falar de matemática, ou de espaço ou de tempo, ou de geometria geodésica,  nem de geometria invisível do universo, mas de algo muito simples e poderoso. Quero trazer para você a metáfora do Processo de Coaching, que é exatamente o caminho mais curto para o seu sucesso. Quero falar da Geometria do Sucesso.

Quando estabelecemos uma parceria entre o Coach e o Coachee, começamos a traçar o caminho que percorreremos até o sucesso do nosso cliente. E para isso, é necessário primeiro de tudo conhecer o ponto de origem do processo (ponto A), onde ele atualmente se encontra. É o que chamamos do local do Estado Atual do Coachee. É o local onde o cliente percebe seu atual momento, se positivo ou negativo, se tem performance boa ou ruim, se agradável ou desagradável, ou qual dor ou problema que ele está enfrentando.

A partir de ferramentas que levam ao seu autoconhecimento, então o Coachee terá condições de estabelecer as próximas metas. Qual o seu próximo objetivo a ser alcançado e qual o primeiro passo, e quais os demais passos que deverão ser percorridos, estabelecendo o planejamento até chegar ao seu ponto B, que é o lugar da chegada, da bandeirada da vitória.

Com determinação, foco e ações concretas, então o Coachee caminha de forma consciente até que chegue no objetivo. É importante ressaltar que o cliente terá de enfrentar suas crenças limitantes, vencer seus desafios e medos e decidir não desistir até que alcance o resultado esperado. O processo é conhecido como acelerador de resultados justamente por esse comprometimento.

Essa parceria tem no profissional Coach, um elemento importantíssimo que está para amparar, ajudar e incentivar o cliente na sua jormada. Por isso, quando Coach e Coachee juntos abraçam o processo, a parceria tem tudo para dar certo e assim encontraremos no Coaching a menor distância do Coachee até a sua Meta.

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – Master Coach

Etiquetado , , , , , ,

Liderança Global para um mundo globalizado

globalizado

O mundo nos dias de hoje tem criado novas exigências, relacionadas às lideranças administrativas que necessitam de líderes que sejam efetivos em dimensões simultâneas de tempo, distância e cultura. Por causa dessa exigência em três dimensões, os líderes enfrentam um nível de complexidade global que não se representa nos modelos tradicionais de desenvolvimento de liderança.

O sucesso da liderança atual passa pela transformação de percepção, superando as barreiras e enxergando as oportunidades dessas dificuldades e a diferença como potencial. Exatamente por isso, é uma jornada que exige uma preparação pessoal altamente especialzada eum programa de desenvolvimento profissional. O Coaching pode então ser de grande valor para o preparo de indivíduos prontas para enfrentar os desafios hodiernos.

A Liderança global precisa de novos líderes que desenvolvam o exercício de liderança eficaz em todas as distâncias, países e culturas. Com isso, o líder global tem muitos desafios, entre os quais estão incluídos:

  • Ganhar aceitação e credibilidade em cenários culturais diversos;
  • Motivar empregados com históricos diferenciados;
  • Manter a efetividade da comunicação através das fronteiras, fuso horário, idiomas e culturas;
  • Autogerenciamento de prevenção ou minimização da insegurança, da propensão ao desamparo e da dependência oriunda da complexidade e extensão das tarefas globais;
  • Proteger-se do choque cultural, na permanência de períodos longos em locais desconhecidos
  • Administrar a tomada de decisão participativa.

O líder global competente é uma pessoa que primeiramente precisa ter uma perspectiva externa de si mesmo e de sua cultura, que valida a perspectiva étnica e transcultural.

Pense nisso e contrate um Coach, se isso fizer sentido para você! !

ARIEL NOBRE – Master Coach.

Etiquetado , , , ,

Responsabilidade com o futuro

passadofuturo

Muitos vivem preocupados em como resolver o seu passado, e levam anos a fio tentando se desvencilhar de culpas, erros e traumas vivenciados no tempo que já se foi. Não se perdoam, não perdoam as outras pessoas, não se desgarram do fato acontecido e o pior, permitem que esse passado lhes paralisem.

Ao mesmo tempo em que desejam um futuro melhor, essas pessoas não conseguem romper com suas crenças limitantes e assim vivem insatisfeitas e com sentimentos de derrotas, acumulando fracasso após fracasso. E como descargo de consciência ainda elegem pessoas ou situações alheias como as culpadas pelos seus insucessos.

Aqui está a chave para a virada. Ao invés de ficarmos condenados a estar presos no passado e culpando o próximo, devemos nos responsabilizar pelo caminho que está a frente, ou seja darmos conta de que na estrada da vida ainda resta muito chão para trilharmos.

É hora de sermos responsáveis pelo futuro que ainda é possível. Tudo começa na mentalidade. É momento de sofrermos uma verdadeira ‘metanóia’ (transformação de mente), e acreditarmos que ainda podemos ter um futuro brilhante pela frente.

Nós, como coaches, devemos apontar o caminho do futuro para nossos coachees. Eles precisam compreender que não adianta nada ficarem presos no passado. É momento de construir o futuro!

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – Master Coach

Viver de Coaching ou Viver do Coaching?

coaching-executivo-psicanaliticoMuitos coaches recém formados alimentam a crença limitante de que é muito difícil, ou até mesmo quase impóssivel viver de Coaching. E por esse motivo, uma grande porcentagem daqueles que fazem a formação profissional acabam desistindo pelo caminho e abandonam a profissão.

Mas gostaria de explicar que, antes de mais nada, viver de Coaching é vivenciar um novo estilo de vida. Se essa primeira etapa não for formatada na mente, mui dificilmente poderemos continuar por muito tempo na profissão. A maioria desiste porque antes de viverem o Coaching querem viver do Coaching, ou seja, sobreviver financeiramente da profissão, sendo necessário para isso a busca constante de novos clientes.

Eu mesmo experimentei esse dilema por não entender que faltava vencer minha mente, pois achava que ao possuir uma ferramenta extraordinária agora eu sairia pelo mundo e facilmente ficaria rico. Até que compreendi o princípio mais importante: compreender a diferença entre Viver ‘de Coaching’, e Viver ‘do Coaching’. Eu tive que internalizar isso no coração e perceber que necessitava vivenciar as mudanças provocadas pelas ferramentas poderosas do Coaching.

Não somos Coaches para ficarmos ricos. Somos agentes de mudança de mentes. Não estamos na profissão por causa do dinheiro, mas por uma causa mais nobre: ajudar as pessoas a descobrirem o melhor que existem nelas. Hoje entendo que mudar o foco faz toda a diferença.

Não quero dizer com isso, que os Coaches devem trabalhar de graça, muito pelo contrário. Eu sempre defendo que o Coachee deve saber dar valor ao processo e invista em sua própria vida, pois o maior beneficiado do Coaching é o cliente.

Pense nisso!

ARIEL NOBRE

Master Coach 

Coach – um agente de mudanças

arimaster

A experiência de ser um Coach é extraordinária. É mais do que uma profissão, é mais que técnicas e mais que ferramentas. É encontrar-se com a missão de vida. Ser Coach é ser um agente de mudanças. É viver o propósito de seu ministério. Quando eu fui levado pelas circunstâncias da vida, a encontrar-me com o Coaching, no ano de 2012, eu não imaginava o quanto minha vida iria ser transformada.

Não quero dizer com isso, que minha história até os 40 anos de vida, não tenha valido a pena. Na verdade, sim, valeu muito a pena. Mas a partir da vivência com o processo de Coaching, algumas coisas começaram a fazer sentido em minha vida.

A história ganhou mais significado e cores. O passado com toda a sua bagagem, contendo historias boas e ruins, faz parte de mim. A diferença é que agora, ao invés do passado me puxar para trás, aprendi a usar a historia a meu favor e agora me impulsiona para o futuro. Com o Coaching, aprendi que devo respeitar a minha historia e a de todos que cruzam o meu caminho.

Aprendi também que o futuro é de minha responsabilidade. Creio que o princípio da colheita, que diz que tudo o que o homem plantar ele ceifará, tem muito a ver com essa responsabilidade do futuro. Não tenho que ficar focando minha vida no passado, mas no futuro. Mas isso somente irá acontecer se também eu aprender a viver no presente momento. Se eu compreender que preciso semear coisas boas.

Não posso jogar fora o dia de hoje, pois ele é na verdade o único tempo real que me compete viver com intensidade. O presente bem vivido me lança para um futuro de sucesso. Mas se eu desperdiçar o ‘time’, eu jogo fora as oportunidades que se me apresentam.

Eu vivi intensamente isso, recentemente, em um processo de upgrade no Coaching. Ao fazer a formação de Master Coach, em São Paulo, juntamente com mais 56 Masters Coaches, tentei aproveitar ao máximo o tempo presente e pude oferecer naqueles dias o melhor que eu poderia oferecer. Vi que estou sendo aperfeiçoado, e pude contribuir um pouco com cada colega. Foram dias maravilhosos!

Saio com o entendimento de que somos provocadores de mudanças, e nosso papel é levar cada coachee a compreender a sua responsabilidade com o futuro!! Que tremenda a nossa missão!

Um abraço e um beijo a todos os novos Masters Coaches formados em nossa turma.

 

Etiquetado , , ,

As 10 principais causas do fracasso da liderança

lideranca

A seguir, estão as 10 principais falhas cometidas pelos líderes. Qualquer uma delas é suficiente para levar ao fracasso. Se você aspira a um cargo de liderança, estude a lista atentamente e evite cometer tais erros:

1 – INCAPACIDADE DE ORGANIZAR DETALHES –  Uma liderança eificiente exige capacidade de cuidar dos detalhes. O verdadeiro líder nunca está ‘ocupado demais’ para cumprir qualquer atribuição sua. Quando alguém diz que está muito ocupado para mudar de plano ou para atender uma emergência, admite a própria incapacidade. O líder bem sucedido conhece todos os detalhes inerentes à posição que ocupa, mas sempre conta com assessores competentes para cuidar deles pessoalmente.

2 – RECUSA EM EXECUTAR TAREFAS PRÓPRIAS DE CARGOS ABAIXO DO SEU – O verdadeiro grande líder se dispõe, quando a ocasião exige, a fazer qualquer tipo de tarefa que pediria a outro para executar. “O maior entre vós é aquele que serve a todos” é uma verdade observada e respeitada por todo lider capaz.

3 – QUERER RECEBER PELO QUE SABE, E NÃO PELO QUE FAZ COM O QUE SABE –  O mundo não paga pelo que as pessoas “sabem” , mas pelo que fazem ou levam os outros a fazer.

4 – MEDO DA CONCORRÊNCIA – O líder que teme ser substituído por um dos seus seguidores provavelmente verá seu medo se concretizar. O líder capaz prepara substitutos a quem possa delegar responsabilidades, conseguindo assim multiplicar-se, ir a vários lugares e dar atenção a diversas tarefas ao mesmo tempo. As pessoas recebem um pagamento maior por sua capacidade de fazer os outros produzirem do que pelos próprios esforços. O líder eficiente, com seu conhecimento e o magnetismo de sua personalidade, aumenta em muito a produtividade dos funcionários, levando-os a oferecer melhores serviços.

5 – FALTA DE IMAGINAÇÃO – Sem imaginação, o líder não consegue agir nas emergências nem elaborar planos para orientar com eficiência seus funcionários.

6 – EGOÍSMO –  O líder que toma para si o sucesso do trabalho dos seguidores certamente atrai ressentimentos. O verdadeiro líder não toma a glória para si. Ele se satisfaz em ver a valorização dos seguidores, porque sabe que para eles é mais importante o reconhecimento do que o dinheiro.

7 – DESCONTROLE – Os seguidores não respeitam um líder descontrolado. Além disso, o destempero, em suas várias formas, acaba por destruir a resistência e a vitalidade dos que sucumbem a ele.

8 – DESLEALDADE – O líder que não é leal ao cargo que exerce, aos colegas, aos superiores e aos subalternos não mantém a liderança por muito tempo. A deslealdade reduz o indivíduo a pó e atrai para ele todo o desprezo que merece. A falta de lealdade é uma das principais causas de fracasso em todos os setores da vida.

9 – ÊNFASE NA “AUTORIDADE” DA LIDERANÇA –  O líder eficiente atua pelo estímulo, e não pelo medo incutido no coração dos seguidores. O líder que procura impressionar pela “autoridade” pertence à categoria dos que atuam pela força. O verdadeiro líder não precisa afirmar sua condição – a não ser por sua conduta de solidariedade, justiça e sabedoria.

10 – ÊNFASE NO TÍTULO – O líder competente não precisa de título para conquistar o respeito dos seguidores. Geralmente, aquele que dá muita importância ao título tem pouco a oferecer. As portas da sala do verdadeiro líder estão sempre abertas, e seu ambiente de trabalho não apresenta qualquer formalidade ou ostentação.

Fonte: Livro “Quem pensa Enriquece”, de Napoleon Hill.

Teoria esposada e teoria em uso

teoria-pratica

Olá, querido leitor.

Hoje gostaria de refletir do por quê em muitas ocasiões nós agimos diferente do que prometemos, ou pensamos fazer. Muitas vezes, há o julgamento de que, ao ter essa atitude diferente do pensamento, uma pessoa pode ser considerada como cínica, ou como muitos preferem dizer “duas caras”, ou seja, hipócrita.

No entanto, há a possibilidade ainda de que na verdade não temos consciência de que lá no íntimo, talvez não acreditemos verdadeiramente nos valores que as vezes pregamos.

É o que Peter Senge, em sua obra, “A Quinta Disciplina – A arte e a prática da organização que aprende” , explica ao declarar que a diferença entre o ponto de vista (teoria esposada)  e o modelo mental mais profundo (teoria em uso) surge frequentemente no ponto de vista, e não na hipocrisia.

Por exemplo,  eu posso declarar um ponto de vista (teoria desposada) de que as pessoas são basicamente confiáveis. Mas jamais empresto dinheiro aos amigos e guardo com bastante cuidado os meus bens (teoria em uso). Isso evidencia que minha teoria-em-uso difere de minha teoria esposada.

Embora a defasagem entre a teoria esposada de confiar nas pessoas e o modelo mental de se esquivar de emprestar dinheiro, possam causar desânimo e cinismo, na verdade talvez meu ponto de vista inclua realmente a diposição de “confiar nas pessoas”. A grande questão é que o problema não está na defasagem em si, mas no fato de não dizermos a verdade a respeito da defasagem.

Aprender está relacionado à ação e para preencher a lacuna entre o que dizemos e fazemos é preciso definir a reflexão como instrumento para nos tornarmos mais conscientes. Enquanto não reconhecermos a defasagem entre minha teoria esposada e meu comportamento, não ocorrerá aprendizagem.

Aqui cabem duas perguntas essenciais para essa conscientização: Será que realmente eu valorizo a teoria esposada (será realmente que valorizo o fato das pessoas serem confiáveis)? Ela é uma parte importante da minha visão de futuro?

Se não houver o comprometimento com a teoria esposada,  haverá uma tensão entre a realidade e uma visão que eu promovo talvez por causa de como ela me faz ver as outras pessoas), ao invés de criar a tensão entre a realidade e a minha visão de futuro.

Pense a respeito, e bom final de semana.

ARIEL NOBRE COACH

%d blogueiros gostam disto: