Arquivo da categoria: Coaching Ministerial

Liderança se prova na ausência

mentoria2

O maior ato de liderança é o que acontece na sua ausência. Se tudo o que você fizer morrer contigo, então você é um fracasso. A verdadeira liderança é medida pelo que acontece depois de sua morte.

É por isso que verdadeiros líderes não investem em templos. Temos como exemplo, Jesus, o maior de todos os líderes, que nunca construiu um templo. Eles, os verdadeiros líderes, investem em pessoas.

Por que? Porque SUCESSO, sem um SUCESSOR é fracasso. Então o seu legado, não deveria estar em templos, programas ou projetos. O seu legado deve ser em pessoas.

O maior ato de um líder é ser um mentor. Quem você está mentoriando para assumir o seu lugar? Verdadeiros líderes se fazem desnecessários, ou seja, os verdadeiros líderes se constroem sem esforço, isto é, de forma natural. Então, grandes líderes medem sua grandeza pela ausência.

Jesus disse antes de partir deste mundo:  “É melhor para vocês que eu vá”, ou em outras palavras: “Se eu não for embora, vocês não serão melhores. Minha ausência é a sua grandeza”. Jesus provou sua grandeza indo embora e Sua organização cresceu em Sua ausência.

E se você morresse hoje, como líder, o que iria acontecer com a sua organização, com o seu negócio?  Se tudo morrer quando você morrer você, então você é um fracasso. Identifique os seus sucessores e mentorie-os, treine-os, para assumir um dia o seu lugar.

Jesus Cristo disse a Pedro. Você me ama? Pedro respondeu: Sim Senhor. Então, Jesus completou: A empresa é sua. Alimente as pessoas. E ele partiu. O que acontece em sua ausência esse é o seu legado.

* Mensagem deixada por Myles Munroe, antes de morrer em um acidente aéreo, em Novembro de 2014. 

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – MASTER COACH

Coach – um agente de mudanças

arimaster

A experiência de ser um Coach é extraordinária. É mais do que uma profissão, é mais que técnicas e mais que ferramentas. É encontrar-se com a missão de vida. Ser Coach é ser um agente de mudanças. É viver o propósito de seu ministério. Quando eu fui levado pelas circunstâncias da vida, a encontrar-me com o Coaching, no ano de 2012, eu não imaginava o quanto minha vida iria ser transformada.

Não quero dizer com isso, que minha história até os 40 anos de vida, não tenha valido a pena. Na verdade, sim, valeu muito a pena. Mas a partir da vivência com o processo de Coaching, algumas coisas começaram a fazer sentido em minha vida.

A história ganhou mais significado e cores. O passado com toda a sua bagagem, contendo historias boas e ruins, faz parte de mim. A diferença é que agora, ao invés do passado me puxar para trás, aprendi a usar a historia a meu favor e agora me impulsiona para o futuro. Com o Coaching, aprendi que devo respeitar a minha historia e a de todos que cruzam o meu caminho.

Aprendi também que o futuro é de minha responsabilidade. Creio que o princípio da colheita, que diz que tudo o que o homem plantar ele ceifará, tem muito a ver com essa responsabilidade do futuro. Não tenho que ficar focando minha vida no passado, mas no futuro. Mas isso somente irá acontecer se também eu aprender a viver no presente momento. Se eu compreender que preciso semear coisas boas.

Não posso jogar fora o dia de hoje, pois ele é na verdade o único tempo real que me compete viver com intensidade. O presente bem vivido me lança para um futuro de sucesso. Mas se eu desperdiçar o ‘time’, eu jogo fora as oportunidades que se me apresentam.

Eu vivi intensamente isso, recentemente, em um processo de upgrade no Coaching. Ao fazer a formação de Master Coach, em São Paulo, juntamente com mais 56 Masters Coaches, tentei aproveitar ao máximo o tempo presente e pude oferecer naqueles dias o melhor que eu poderia oferecer. Vi que estou sendo aperfeiçoado, e pude contribuir um pouco com cada colega. Foram dias maravilhosos!

Saio com o entendimento de que somos provocadores de mudanças, e nosso papel é levar cada coachee a compreender a sua responsabilidade com o futuro!! Que tremenda a nossa missão!

Um abraço e um beijo a todos os novos Masters Coaches formados em nossa turma.

 

Etiquetado , , ,

As 10 principais causas do fracasso da liderança

lideranca

A seguir, estão as 10 principais falhas cometidas pelos líderes. Qualquer uma delas é suficiente para levar ao fracasso. Se você aspira a um cargo de liderança, estude a lista atentamente e evite cometer tais erros:

1 – INCAPACIDADE DE ORGANIZAR DETALHES –  Uma liderança eificiente exige capacidade de cuidar dos detalhes. O verdadeiro líder nunca está ‘ocupado demais’ para cumprir qualquer atribuição sua. Quando alguém diz que está muito ocupado para mudar de plano ou para atender uma emergência, admite a própria incapacidade. O líder bem sucedido conhece todos os detalhes inerentes à posição que ocupa, mas sempre conta com assessores competentes para cuidar deles pessoalmente.

2 – RECUSA EM EXECUTAR TAREFAS PRÓPRIAS DE CARGOS ABAIXO DO SEU – O verdadeiro grande líder se dispõe, quando a ocasião exige, a fazer qualquer tipo de tarefa que pediria a outro para executar. “O maior entre vós é aquele que serve a todos” é uma verdade observada e respeitada por todo lider capaz.

3 – QUERER RECEBER PELO QUE SABE, E NÃO PELO QUE FAZ COM O QUE SABE –  O mundo não paga pelo que as pessoas “sabem” , mas pelo que fazem ou levam os outros a fazer.

4 – MEDO DA CONCORRÊNCIA – O líder que teme ser substituído por um dos seus seguidores provavelmente verá seu medo se concretizar. O líder capaz prepara substitutos a quem possa delegar responsabilidades, conseguindo assim multiplicar-se, ir a vários lugares e dar atenção a diversas tarefas ao mesmo tempo. As pessoas recebem um pagamento maior por sua capacidade de fazer os outros produzirem do que pelos próprios esforços. O líder eficiente, com seu conhecimento e o magnetismo de sua personalidade, aumenta em muito a produtividade dos funcionários, levando-os a oferecer melhores serviços.

5 – FALTA DE IMAGINAÇÃO – Sem imaginação, o líder não consegue agir nas emergências nem elaborar planos para orientar com eficiência seus funcionários.

6 – EGOÍSMO –  O líder que toma para si o sucesso do trabalho dos seguidores certamente atrai ressentimentos. O verdadeiro líder não toma a glória para si. Ele se satisfaz em ver a valorização dos seguidores, porque sabe que para eles é mais importante o reconhecimento do que o dinheiro.

7 – DESCONTROLE – Os seguidores não respeitam um líder descontrolado. Além disso, o destempero, em suas várias formas, acaba por destruir a resistência e a vitalidade dos que sucumbem a ele.

8 – DESLEALDADE – O líder que não é leal ao cargo que exerce, aos colegas, aos superiores e aos subalternos não mantém a liderança por muito tempo. A deslealdade reduz o indivíduo a pó e atrai para ele todo o desprezo que merece. A falta de lealdade é uma das principais causas de fracasso em todos os setores da vida.

9 – ÊNFASE NA “AUTORIDADE” DA LIDERANÇA –  O líder eficiente atua pelo estímulo, e não pelo medo incutido no coração dos seguidores. O líder que procura impressionar pela “autoridade” pertence à categoria dos que atuam pela força. O verdadeiro líder não precisa afirmar sua condição – a não ser por sua conduta de solidariedade, justiça e sabedoria.

10 – ÊNFASE NO TÍTULO – O líder competente não precisa de título para conquistar o respeito dos seguidores. Geralmente, aquele que dá muita importância ao título tem pouco a oferecer. As portas da sala do verdadeiro líder estão sempre abertas, e seu ambiente de trabalho não apresenta qualquer formalidade ou ostentação.

Fonte: Livro “Quem pensa Enriquece”, de Napoleon Hill.

Fiz o melhor que pude… e você?

o melhor

Eu quero chegar até você nesse post lhe fazendo algumas perguntas:

Você está disposto a oferecer a você mesmo, e às pessoas que lhe rodeiam, o melhor que existe em você?

Você está disposto a ofertar a essência de sua existência para esta geração?

Você tem compromisso em dar o melhor de si para as pessoas que lhe amam?

Você tem o compromisso com a cultura da sua empresa, de sua família, de sua igreja e comunidade?

Todos os dias você tem a certeza de que verdadeiramente escolheu fazer o que era certo?

Conscientemente, você pode chegar ao final desse dia e afirmar sem dúvida alguma que fez o melhor que pôde?

E você tem se esforçado em seguir a regra de ouro estabelecida por sua liderança na empresa ou ministerio, ou as regras firmadas em sua casa?

PENSE NISSO!

Seu Coach Amigo

ARIEL NOBRE

Zero à direita

zero-a-esquerda

‘Agregar valor’ é a palavra de ordem nas empresas de hoje. Significa fazer algo que permita vender seu produto por um preço mais alto. Dependendo de como encaramos esse significado, isto pode ser verdadeiro e benéfico, como por exemplo, transformar um pouco de argila num vaso, ou simples conversa, como o novo perfume para o mesmo e velho sabonete, beirando a mentira.

Mas como agregar valor a algo que não vale nada, cujo valor é zero?

A propósito, quando você vale? A Bíblia fala de algumas pessoas que são “como o sonho que se vai quando acordamos” (Salmo 73:20), ou seja, não valem nada – tem valor zero. Essas pessoas são aquelas que não levam Deus em conta, em todos os seus projetos de vida. É desagradável saber, mas a Bíblia não deixa dúvidas sobre o fato de que longe de Deus, todos nós não valemos nada. “Os ímpios são como a palha que o vento leva” (Salmos 1).

É por isso que muitos se esforçam desesperadamente para agregar algum valor à sua pessoa. Buscam melhorar sua posição, como se fossem um número caminhando para a coluna das dezenas ou centenas, onde vale mais. Mas se não tivermos cuidado, não passaremos de zero à esquerda. Não adianta muito mexer na posição do zero. É preciso colocar o grande UM, que é Deus, junto a ele, na coluna de maior valor.

valorJunto com Deus você continua talvez sendo um zero, mas um zero à direita, passando a fazer parte de um grande DEZ. A verdade é que todo valor real vem todo de Deus, mas com você ali ele ficará visível e você tem parte nesse valor – e então a vila passa a valer a pena.

Agregue valor à sua vida, convidando Deus a ocupar o lugar que lhe pertence!

RK – em 20/11, PD no. 6.  (Bíblia Vida Aplicada). 

Etiquetado , ,

O que é mais importante: Saber como morrer ou como saber viver?

caminho+de+cristo+2

“Saber como vamos morrer é mais importante de como saber viver. De todos os ensinos de Jesus, a hora da sua morte e a forma como ela ocorreu nos ensimam mais do que em toda a sua vida. Dependendo de como nós morremos, determinamos nosso futuro da eternidade. Se morremos em santidade, o túmulo e o inferno não conseguem nos deter com os grilhões da morte.  No caso de Jesus, as ânsias da morte não suportaram três dias e assim será com todos aqueles que se preparam para a hora mais importante da vida, que é a hora da morte. Quem crê na morte de Jesus e souber se preparar para esta hora receberá a ressurreição como prêmio”, frase do Ap. Renê Terra Nova.

Essa introdução me fez refletir sobre muitos que  se precupam apenas com o seu estilo de vida e de como viver o melhor nessa terra, mas esquecem o que o apóstolo Pedro nos alertou, que nós somos forasteiros neste mundo e nossa pátria não é terrena, mas celestial. Estamos vivendo como peregrinos neste mundo e um dia voltaremos para a Casa do Pai.

“Amados, exorto-vos como a peregrinos e estrangeiros a vos absterdes das paixões da carne, que batalham contra a alma”, 1 Pedro 2:11

“Em vez disso, esperavam eles uma pátria melhor, isto é, a pátria celestial”, Hb 11:16a

Já o sábio Salomão declarou em Eclesiastes 7:2,4:

“Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens e os vivos o aplicam ao seu coração… o coração dos sábios está na casa do luto, mas o coração dos tolos na casa da alegria”.  

Essa frase intrigante de Salomão ainda ecoa nos dias de hoje, e por mais que tenhamos ciência e tecnologia avançadas, em pleno século 21, a casa do luto é realidade para todas as famílias.

A morte é o fim de todos os homens e isso traz reflexões profundas. O coração dos sábios repara na casa do luto. Eles tiram lições tremendas na hora da morte e isso traz aplicações em suas vidas. Já os tolos preferem pensar somente no lado bom da vida e nos prazeres, e com isso não se aplicam a construir uma vida melhor, não corrigem os passos erradose continuam numa vida desregrada e muitas vezes em falta com a moral, ética e santidade.

PERGUNTAS IMPORTANTES

O objetivo desse post é fazer com que você reflita e encontra a resposta para as seguintes respostas:

Como você está a sua vida, nesse exato momento?

Você se preocupa com o legado que você vai deixar para as próximas gerações ?

Como você será lembrado depois de sua morte ?

O que as pessoas escreverão em seu epitáfio?

É importante para você zelar pela santidade, justiça, ética e verdade em todos os seus procedimentos de vida?

Hoje, você se considera preparado para deixar este mundo com o sentimento de que cumpriu ocom o seu dever?

Que você pense a respeito e construa um mundo melhor, através de uma vida melhor!

Seu Coach amigo

ARIEL NOBRE

Até que cheguemos a PERFEIÇÃO

“…tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para o trabalho do ministério, para a edificação do corpo de Cristo. Até que todos cheguemosà unidade da fé e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura da plenitude de Cristo”, Efésios 4:11b-13. 

Aproveite e deixe seu melhor e-mail para receber novidades do curso COACHING MINISTERIAL

http://coachingministerial.com/index

Os objetivos do Coaching Ministerial

Assista esse vídeo e se você deseja conhecer mais sobre o Coaching Ministerial, clique no link abaixo e inscreva-se em nosso portal.

http://coachingministerial.com/index

Coaching Ministerial – ajudando o cristão a alcançar a perfeição

prossigo1

Uma das metas mais almejadas pelo ser humano é um dia chegar à perfeição. Queremos ser melhorados, renovados, evoluídos, transformados, e, finalmente, aperfeiçoados.

Sonhamos em poder atingir a medida da perfeição e muitas vezes não sabemos como.

Esse sentimento de melhorar cada vez mais, foi estimulado pelo próprio Deus, quando criou a humanidade. A primeira ordem dada a Adão e Eva, foi que eles crescessem, frutificassem, multiplicassem e dominassem sobre todas as coisas. (Gênesis 1:28). Por isso, nunca nos contentamos com o atual estágio no qual estamos.

Quando o apóstolo Paulo escreve para uma igreja em Filipos, uma cidade importante do império Romano, em sua época, ele afirma que seu alvo era chegar à perfeição. Ele prosseguia em atingir esse alvo:

“É por isto que esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus”. Filipenses 4:13,14

Em outra carta aos Efésios, o  apóstolo declara a finalidade dos ministérios na igreja, que é aperfeiçoar os santos:

“…tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para o trabalho do ministério, para a edificação do corpo de Cristo. Até que todos cheguemos à unidade da fé e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura da plenitude de Cristo”, Efésios 4:11b-13. 

Esse é o objetivo do Coaching Ministerial: ajudar o cristão a alcançar a perfeição através do exercício de seu ministério. E isso se dará através de ferramentas que darão estímulo para o discípulo perseguir suas metas pessoais, profissionais e ministeriais.

Como isso ocorrerá: Através de foco, metas, plano de ação, acompanhamento, parceria e resultados.

Se você tem interesse em saber mais do Coaching Ministerial, inscreva-se no link a seguir:

http://coachingministerial.com/index

Para inscrever-se, basta colocar o seu melhor e-mail, depois confirmar o email que vai chegar em sua caixa de entrada e receber novas informações, vídeos e conteúdos sobre o curso Coaching Ministerial.

ARIEL NOBRE

Etiquetado , , ,

A resposta está mais perto do que imaginamos

resposta1

“Você não pode ensinar nada para um homem, você pode apenas ajudá-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo” Galileu Galilei

Uma das máximas do Coaching é que a resposta que tanto precisamos, está mais perto do que uma sombra está para nosso corpo. Ela está dentro de cada um de nós. É certo que essa resposta depende de muitos fatores, desde as crenças de cada um até a utlização da nossa inteligência, que muitas vezes a esquecemos de usar. O grande problema da humanidade, é que muitos esperam que a resposta venha sempre de outras pessoas, de outras experiências, de outras percepções. Perguntamos a resposta para tanta gente, e esquecemos de perguntar para o próprio dono dos questionamentos (nós mesmos), para ver se enxergamos luz nas circunstâncias e na rede dos acontecimentos. Tudo isso não escapa às convicções que tenho, as de que o Deus criador, que conhece todas as coisas, prefere em alguns momentos permitir ao homem encontrar as suas próprias respostas, e vejo que isto tem duas finalidades:

1 – Permitir à sua criação experimentar a felicidade de utilizar a sabedoria e inteligência para encontrar soluções para seus problemas. É satisfatório alcançarmos a resposta quando a buscamos no profundo ser.

2 – Não culpar ao seu criador, ou ao próximo, quando as respostas forem de encontro às suas vontades ou não sair conforme às  suas expectativas. Neste caso, achar a própria resposta poderá ser dolorida no começo, mas encontrará sentido e compreensão no final.

E por último, aprender a conduzir outros a acharem as suas respostas é uma das maiores alegrias que recebi através do Coaching. Não tem preço ver os rostos de satisfação dos clientes que descobrem o caminho de suas respostas. Galileu Galilei está correto, na frase que iniciei este post.

Pense nisto!!

Seu Coach amigo

ARIEL NOBRE

%d blogueiros gostam disto: