Arquivo da categoria: CAFÉ COM COACHING

Crhonos e Kairós – poucas horas … muito tempo !

ate-meia-noite-hoje

Faltam poucas horas para o fim de 2015… e que venha o novo ano de 2016!

E logo mais, no intervalo das 23h59 horas de hoje e 0h01 horas de amanhã, ficará um pequeno intervalo que se torna hiato entre dois anos, entre dois dias, entre duas horas, entre dois minutos, entre dois segundos, entre dois tempos separados pela finitude humana e pela eternidade divina.

O tempo do relógio humano é físico, o chronos, tem horas, tem minutos, tem segundos e milésimo de segundos… que neste momento exato estão indo embora. Nossa mente humana é finita e por isso, em algumas ocasiões ficam os sentimentos de término, de fim, de rompimento.

Mas no tempo eterno de Deus, Kairós, que é atemporal, nunca termina. Nesse tempo todas as coisas firmes, baseados nos Seus princípios, permanecem eternos. E que seja eterno o nosso amor, nossa fé e a nossa esperança e tudo que fizermos na infinitude desses princípios sejam ecoados nas futuras gerações.

Nossas obras sejam eternizadas pelo Kairós, mesmo que, no Crhonos, um dia venhamos ser interrompidos. Que fique os memoriais das boas obras que fizermos ainda hoje, enquanto temos a oportunidade de viver e aproveitar bem o tempo Cronos. Que o tempo Kairós do Eterno venha eternizar nossos pensamentos, nossas ações, e que nos livros a serems escritos no futuro, registrem-se os nossos atos.

Feliz continuidade!!!

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – MASTER COACH

Etiquetado , , ,

Como ser uma pessoa melhor em 2016?

pensando2

Às vesperas da chegada de mais um ano novo, estou pensando na pergunta que talvez todos gostariam de fazer para si mesmo: Como eu posso ser uma pessoa melhor em 2016?  E essa pergunta traz dentro de si, nas suas entrelinhas. outras perguntas como:

Como posso ser um melhor marido, pai, esposa, mãe, filho, irmão, ou um profissional de excelência? O que faço para aumentar a minha alta performance ?  Como obter resultados diferentes dos que venho normalmente conseguindo?

O que diferente eu poderia fazer em 2016, para tornar o mundo melhor, pelo menos para as pessoas próximas de mim?  O que existe ainda em mim que me impede de ir avante na rota de meu sucesso? Qual o próximo passo que devo dar para me aproximar de meu alvo?

Qual a minha meta real para o curso do próximo ano? Eu sei onde eu quero chegar na minha empresa? Qual a minha visão de mundo? Qual a minha missão na terra? Qual o meu propósito para levantar todos os dias?

Sou coerente com meus princípios de vida? Quais são os valores que me fazem mover no dia-a-dia? Eu sou feliz?  Faz sentido para mim a profissão que eu exerço na vida?  O que é realmente importante na minha vida? Tenho Deus como o meu autor e consumador de minha fé?  Eu O honro com minha vida e sou grato por tudo o que Ele tem me proporcionado?

Como eu aproveito o tempo durante as 24 horas do dia? Eu utilizo a esfera  da Importância para a maioria das minhas tarefas diárias? Ou será que eu tenho que apagar incêndios constantemente, para evitar catástrofes? Eu perco muito tempo em atividades circunstanciais?

Como está a minha satisfação pessoal com a rotina de minha vida? Eu tenho cuidado de minha saúde como eu deveria? Zelo pela minha família com todo esforço? Eu prezo pelas amizades que possuo?  Valorizo as pessoas que vivem ao meu redor? Eu presto atenção nos detalhes da vida?

Eu ouço as pessoas na essência? Presto atenção no que elas estão tentando me dizer?  E, quem sabe, a mais importante de todas as perguntas:

Eu realmente acredito em mim? 

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – MASTER COACH

Etiquetado , , ,

O papel do Coach: revelar o que as pessoas estão pensando

pensamento1

O papel do Coach é revelar o que as pessoas estão pensando. O nosso trabalho como coach é buscar elevar o nível de pensamento do coachee, porque quando trabalhamos a transformação do pensamento, torna-se necessário elevar esse nivel de consciência para um nivel superior.

O problema é que nós, seres humanos, parece que já nascemos predispostos a sempre ter a razão em nossos pensamentos. Muitas vezes queremos proteger a nossa consciência defendendo a nossa forma de pensar. E quando alguém nos convida a pensar de alguma forma nova, isso não se adequa ao nosso pensamento.

As pessoas não podem ouvir o que você está dizendo, enquanto elas estão ocupadas em ouvir o que eles estão pensando. Em muitas ocasiões não ouvimos as pessoas, mas sim a voz que está dentro de nossa cabeça, e o nosso cérebro conta historia a respeito do que estamos ouvindo e quando chega no entendimento, então chega de uma forma diferente.

O papel do coach é fazer as pessoas revelarem aquilo que estão pensando, porque no momento em que a pessoa revela o que ela está pensando, é quando ela conseguirá transformar o pensamento. Você só consegue transformar aquilo que está revelado, mas não consegue transformar o que ainda não está revelado.

O primeiro trabalho do Coach é criar um ambiente para que a pessoa possa revelar qual o seu pensamento. E você não pode ficar surpreso, se perceber que o seu coachee não está comprometido com aquele pensamento, pois a maioria das pessoas não querem transformação. Elas querem reconhecimento pois necessitam ser reconhecidas e elogiadas.

E no momento em que você convida a pessoa para entrar na batalha da transformação, existe um conflito entre o pensamento superior e o pensamento real. Sempre vai haver essa batalha, essa tensão, entre o que é possível e o que é real. Entre o ponto B e o ponto A.

A maioria dos coaches cometem o erro de iniciar pelo ponto A. (Como  eu posso ajudar? Me fale o  que está acontecendo? O que você precisa? ) Todas essas são perguntas legitimas, mas perigosas porque, na realidade, o que o coach está fazendo é pedir para o coachee dar a responsabilidade para ele a respeito da vida dele. Se eu pergunto como eu posso ajudar, eu já estou presumindo que a outra pessoa não pode se ajudar. Isso é uma forma arrogante de fazer coaching.

Nós devemos começar com o ponto B.

Desde o início, você tem que estabelecer que é o coachee que vai realizar o trabalho. Mas pode ser que inicialmente ele vá oferecer resistência a essa conversa. E vai querer perguntar, o que você acha? É uma armadilha! Ele está tentando te induzir para você falar o que ele deve fazer. Mas o papel de um coach é devolver a responsabilidade para o coachee.

Quando devolvemos a responsabilidade para o coachee, isso faz com que eles revelem os diálogos internos que estão impedindo deles conseguirem os resultados. Somente assim, quando revelam as conversas internas é que existe a possibilidade de transformação.

Ensinamentos de Hendre Coetzee (Fundador e Presidente do CAC – Center for Advanced Coaching)

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – Master Coach

Etiquetado , , ,

Responsabilidade com o futuro

passadofuturo

Muitos vivem preocupados em como resolver o seu passado, e levam anos a fio tentando se desvencilhar de culpas, erros e traumas vivenciados no tempo que já se foi. Não se perdoam, não perdoam as outras pessoas, não se desgarram do fato acontecido e o pior, permitem que esse passado lhes paralisem.

Ao mesmo tempo em que desejam um futuro melhor, essas pessoas não conseguem romper com suas crenças limitantes e assim vivem insatisfeitas e com sentimentos de derrotas, acumulando fracasso após fracasso. E como descargo de consciência ainda elegem pessoas ou situações alheias como as culpadas pelos seus insucessos.

Aqui está a chave para a virada. Ao invés de ficarmos condenados a estar presos no passado e culpando o próximo, devemos nos responsabilizar pelo caminho que está a frente, ou seja darmos conta de que na estrada da vida ainda resta muito chão para trilharmos.

É hora de sermos responsáveis pelo futuro que ainda é possível. Tudo começa na mentalidade. É momento de sofrermos uma verdadeira ‘metanóia’ (transformação de mente), e acreditarmos que ainda podemos ter um futuro brilhante pela frente.

Nós, como coaches, devemos apontar o caminho do futuro para nossos coachees. Eles precisam compreender que não adianta nada ficarem presos no passado. É momento de construir o futuro!

Pense nisso!

ARIEL NOBRE – Master Coach

%d blogueiros gostam disto: