Arquivo da tag: Liderança

Quando nasce um líder?

lider-inspirador

“Um líder nasce quando descobre o seu dom”, essa frase de Myles Munroe, um homem que se dedicou a levantar líderes em muitas nações, durante anos, nos fala uma verdade extraordinária.

A liderança de uma pessoa consiste em encontrar, refinar e transmitir o dom exclusivo de uma pessoa – aquela “marca registrada” que só você tem. Se você refinar o seu dom , desenvolvê-lo e, então, oferecer seu dom ao mundo, você se torna grande.

E como você sabe qual o seu dom? Algumas dicas é quando seu dom é divertido para você. E quando você gosta de seu dom, pode até praticar ele o dia inteiro e as pessoas até lhe pagarão para que você faça o que gosta de fazer. O seu dom é sua paixão! Você pratica esse dom 24h por dia, durante os 365 dias do ano sem mesmo se preocupar com o pagamento.

Etiquetado , , ,

Os Princípios de uma boa liderança (I)

Gate of golden people in modern style

Analisar os princípios de liderança propostos por Jack Welch, funcionário que chegou a presidencia da GE (General Eletric), no ano de 1981, vem se tornar para nós importante, pois vamos conhecer um modelo de uma liderança eficaz que gera resultados extraordinários. Ele trouxe grandes contribuições e conceitos inovadores que modificaram a história da GE de maneira significativa, transformando a cultura da organização da empresa e reinventando a empresa num cenário extremamente difícil e cheio de adversidades.  Eu publicarei estes princípios em duas partes. Vamos aos primeiros 12 princípios:

Visão e Missão – Para Jack Welch, liderar é muito mais que comandar e fazer com que as pessoas façam o que o líder deseja. Em seu conceito, ser líder é estabelecer uma Visão e Missão e influenciar positivamente os membros de sua equipe a seguirem no caminho para a realização desta meta.

Informalidade – Evitar o excesso de formalidade que inevitavelmente as empresas costumam exercendo sobre seus liderados, criando impedimentos para o sucesso da empresa. Como exemplo, ele aboliu divisórias e paredes das salas dos departamentos, proprocionando uma maior interação entre todos os calaboradores.

Desburocratização – Acabar com o excesso de burocracia faz bem para qualquer empresa, e gera maior possibilidade de resultados mais rápidos. Ter um projeto, por exemplo. que passa pela vistoria de diversas lideranças para que seja aprovado, demandando tempo que muitas vezes a empresa não possui, gerando desgastes desnecessários. Desburocratizar os processos e procedimentos internos da empresa, faz com que ela ganhe em agilidade e se torne mais eficaz no alcance de metas e objetivos.

Enfrentar a realidade – Não camuflar as situações enfrentando-as como elas se apresentam, sejam adversas ou não, dando a devida importância a cada acontecimento, faz com que tenhamos mais facilidade e calma para resolver as coisas e tomar as decisões tão necessárias ao progresso e evolução de todos.

Simplicidade – Simplificar tudo o que puder ser simplificado. As coisas não precisam ser complicadas para darem certo ou para que se tenha progresso. Fazer uma lista, junto aos liderados, referente aos procedimentos que mais atrapalham e impedem o bom andamento das coisas na empresa é uma boa dica para iniciar o processo de simplificação na empresa.

Visualizar a mudança como oportunidade – Toda mudança gera desconforto no início, e por isso muitos a evitam. Mas a mudança é uma oportunidade de se renovar e renovar a organização como um todo.

Mudanças nunca terminam – Somos seres em constante processo de evolução, então, não devemos ficar presos a uma coisa somente, ou a uma mudança, pois desta forma estaremos impedindo que coisas novas e melhores aconteçam em nossas vidas.

Lidere pela motivação – Um bom líder é aquele que consegue motivar seus liderados. Muito mais que a intimidação, a motivação tem sido muito mais eficaz na hora de demonstrar os resultados da liderança.

Desafie a Tradição – Os bons constumes sempre são bem vindos, mas por vezes, associamos as tradições humanas como algo imutáveis e cometemos atrocidades em nome delas. Jesus mesmo falou aos fariseus, que por causa das tradições deles, eles faziam os seguidores duas vezes mais merecedoras do inferno. Então, sempre é necessário desafiar cenários antigos, analisá-los e aproveitar o que está dando certo, mas descartar o que está atrapalhando o crescimento da empresa.

Privilegie a Inteligência – Um bom líder sempre ouve as ideias de seus liderados, e depois de analisar usa as mais apropriadas ao momento da empresa. Recompensar os autores das ideias sempre é uma boa prática para gerar interação dos subordinados e criar o sentimento de importância, dentro da corporação. Cursos e treinamento para estimular o crescimento da equipe sempre trará bons resultados. Então o líder não deve temer essa prática de investir nos seus liderados.

Arrisque-se diariamente – Quem se arrisca tem mais chances de conseguir bons resultados, do que aquele que muito pensa e não age. Ou seja, quanto mais rápido tomarmos decisões, principalmente aquelas que dizem respeito à grandes mudanças referentes ao futuro da organização, maiores serão as chances de que os resultados sejam positivos.

Coloque os valores humanos em primeiro lugar – Os negócios deveriam ser condizos com base nos valores humanos e éticos, mas não é isso que geralmente acontece. Normalmente, há uma cobrança maior pelos resultados deixando de dar atenção ao que realmente importa para alcança-los. Isso gera uma exagerada competitividade não somente entre as empresas, mas entre pessoas que fazem parte da mesma equipe e organização. Como exemplo. se você confia em seu potencial, respeitando seus colegas de trabalho, como seres humanos e profissionais, as possibilidades de você atingir suas metas, conseguir chegar no cargo desejado e principalmente, se manter nele, serão maiores.

Continua….

Fonte: Livro LEADER COACH (Coaching como filosofia de Liderança), de José Roberto Marques, Editora Ser Mais

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: