Porque deixamos tudo para a última hora?

paper-pile

Há uma fama de que todo brasileiro deixa tudo para a última hora. Esse mal hábito tem deixado milhões e milhões de cidadãos brasileiros com muita dificuldade em apresentar uma produtividade satisfatória. E ao ficar incomodado com esta marca dada a todos nós, além de sentir na pele o poder deste mal hábito, constatei ao buscar respostas para tal procrastinação, que  há uma grande tendência de sempre postergarmos o que temos para fazer até o último instante.

Segundo Brendon Burchard, em seu livro, “O poder da Energia”, uma das possíveis respostas para isso é que o ser humano necessita ardentemente de confiar em sua competência. Este é um dos mais importantes impulsos que o homem tem necessidade, o de se sentir bem com o seu nível de competência, o qual determina para onde ele foca a sua atenção.

Quanto mais competentes nos sentimos, mais energia aplicamos em nossas tarefas. Quando uma pessoa não se sente competente, ela costuma não prestar atençao aos problemas, aos conflitos e a maiores desafios e oportunidades. Dessa forma, a falta de competência leva a mais atraso e procrastinação.

E de acordo ainda com Brendon, se queremos aumentar a nossa habilidade de mais competência em qualquer área, precisamos avaliar porque queremos aprender e o que nos impediria de fazer isso. Então, há alguns indicadores chaves comprovados que revelam se vamos ou não obter sucesso, no desafio de aprendizado.

O tempo de procrastinação é um dos indicadores de ação para o aprendizado de novas habilidades.  Esse indicador indaga em nosso subconsciente: Até quando terei que esperar para conseguir os benefícios de tentar e alcançar esse objetivo ou atividade? img_como_evitar_postergar_tarefas_14457_orig

Vamos imaginar que você vai aprender um novo idioma, por exemplo, o francês. Se você começar a ter aulas na próxima semana, mas se for somente começar a usar o idioma em conversas quando for para a França, daqui a cinco anos, isso afetará a sua motivação para aprender. Somos terríveis quando o assunto é recompensa tardia,  e quando temos que esperar, menos se torna nossa motivação para aprender e tentar.  O que postergamos hoje é fruto de não acreditarmos que teremos uma recompensa imediata.

Um dos remédios para a procrastinação é o planejamento. E isso nos ensina que é melhor fazer o que tem para ser feito, o quanto antes, não deixando para fazer na última hora, contrubuindo para o acúmulo de tarefas, que no final de tudo, vão atrapalhar o  nosso desempenho.

Se temos, por exemplo, um tempo de 3 meses para fazer um relatório importante para a empresa na qual trabalhamos, se nos empenharmos em fazer o relatório em tempo planejado, quando chegar a hora de apresentar, simplesmente teremos tempo de sobra para fazer outras coisas importantes. Mas optarmos por deixar para fazer o relatorio na última semana do prazo, corremos o risco de além não entregá-lo em tempo hábil, fazer o tal relatório de qualquer forma. Quando planejamos, obtemos um senso de domínio pessoal.

Leia um trecho do livro, para melhor compreensão disso:

“O planejamento nos permite um senso mais profundo de domínio pessoal. Todos os dias milhóes de pessoas no mundo todo entram em uma sala de conferências, por exemplo, despreparadas para a reunião. Os atletas se acomodam e se esquecem de estudar seus oponentes antes de um grande jogo. Os pais entram no quarto dos filhos sem antes terem uma estratégia sobre como falar a respeito do mau comportamento deles na escola. Sem preparação, o crescimento e o dominio se tornam impossíveis. Claro, às vezes é possível ter sucesso sem planejar nem se preparar; acontece todos os dias. As pessoas tem sorte ou conseguem pensar algo bom no último minuto (improviso). Mas, com isso, elas não crescem nem ganham domínio. Isso porque o crescimento e o domínio com o tempo exigem estratégia, assim como a estratégia é necessária para vencer uma partida de xadrez ou de futebol”. 

Pense nisso,

seu Coach Amigo

ARIEL NOBRE

Etiquetado , , , ,

3 pensamentos sobre “Porque deixamos tudo para a última hora?

  1. Handling Pressure

    Porque deixamos tudo para a última hora? | ARIEL NOBRE Coaching

  2. Andrea Prima disse:

    Aproveitando o assunto, a quem interessar, um teste para identificar seu tipo de procrastinador:

    http://www.playbuzz.com/sidartal10/que-tipo-de-procrastinador-voc

    É baseado no livro de uma psicóloga chamada Linda Sapadin (“It’s About Time!: The Six Styles of Procrastination and How to Overcome Them”, Penguin Books, 1997).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: